sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Uma pausa de mil compassos

Paulinho da Viola, numa de suas belas canções, diz que quer uma pausa de mil compassos, porque vai fazer um “samba sobre o infinito”. Sempre que ouço essa música penso nos períodos sabáticos. A enorme pausa para investir em interesses pessoais, sair totalmente da rotina, fazer uma reavaliação geral. Acredito que isso é essencial, e um dia ainda vou fazer algo do tipo. Não são simples férias, não dá pra reavaliar sua vida em 30 dias. É algo mais profundo e com duração maior; é como sair de você, da pessoa que você está acostumado a ser, transportar-se para outra realidade e, assim, desvinculado dos costumeiros padrões, descobrir novas aptidões, recuperar sonhos, enfim, conhecer-se um pouco mais. Não é à toa que Paulinho da Viola quer essa pausa tão grande: para fazer um samba sobre o infinito, ele precisa de tempo e de paz. 
Um dia ainda saio pelo mundo para ter essa pausa. Dido tem uma música bem legal que também fala um pouco sobre isso, sobre essa sensação de “não-pertencimento” que vem de vez em quando, e essa necessidade de reencontro: life for rent. Seria muito interessante  poder “alugar” a vida, deixar um substituto trabalhando em seu lugar, cumprindo a rotina, encarando o cansaço, reclamando da falta de tempo.... E, claro, depois voltar e encontrar tudo certinho!
Enquanto meu período sabático não vem, fico muito feliz em tirar uma semana de férias, a partir de amanhã!
Não vai dar pra fazer um samba sobre o infinito, mas já está valendo!

3 comentários:

Nira disse...

boas férias!

Lisandra disse...

Obrigada! Foram ótimas (apesar de curtas). E amanhã ainda é sábado, tem um fim de semana por aí!

Nira disse...

Olha, estou passando nos blogs que costumo frequentar e avisando que tornei restrito o conteúdo do meu. caso interesse, mande um e-mail para niracv@gmail.com que eu te envio um convite, ok?